Eleição escolhe novo cacique na Terra Indígena de Mangueirinha

No último domingo (28), a Terra Indígena de Mangueirinha realizou as eleições para cacique e vice. Concorrendo com outras três chapas, o indígena José Carlos Gabriel foi eleito o novo cacique da reserva.

De acordo com João Santos, até então cacique da terra indígena, foram registrados 1026 eleitores na eleição. Segundo ele, o processo é igual a qualquer outro processo eleitoral, ou seja, pessoas acima de 16 anos já podem votar.

“Foi um processo tranquilo. Todo mundo se respeitando na eleição. Não teve nenhum tipo de tumulto”, conta João Santos, que deixa o cargo de cacique após ter sido eleito em novembro de 2017, sem tentar uma reeleição.

Estiveram presentes durante o processo de votação o Ministério Público Federal (MPF), a Fundação Nacional do Índio (Funai), Polícia Federal (PF) e Polícia Militar (PM).

O novo cacique já foi empossado e fica como cacique por quatro anos.

O Diário do Sudoeste buscou contato com a Funai em Brasília, para entender melhor o processo eleitoral na Terra Indígena de Mangueirinha e a atuação da própria Fundação, contudo, até o fechamento desta edição, não obteve retorno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.