Pato Branco chega a 228 casos de dengue e primeiro caso de chikungunya

O boletim da dengue divulgado pela Secretaria de Saúde de Pato Branco nesta quarta-feira (20) revela evolução da doença, principalmente se comparada ao ano de 2023. Com um total de 1.811 notificações, dos quais 228 casos foram confirmados, a cidade já enfrenta um aumento significativo nos registros da doença.

-- 2 Notícia --

Dos casos confirmados, 203 foram identificados como autóctones, ou seja, contraídos dentro do próprio município. As regiões mais afetadas pela dengue incluem São Cristóvão, com 29 casos, seguido por Alvorada, com 27 e Centro, com 23. Planalto registrou 13 confirmações, enquanto Pinheirinho e La Salle têm 11 casos cada. As áreas de Cristo Rei e Anchieta totalizaram 10 casos, enquanto Novo Horizonte e Menino Deus contabilizaram 9 casos. São Francisco, Santa Terezinha e Bela Vista apresentaram 7 casos cada, seguidos por Fraron, com 5. São Roque, Pinheiros, Santo Antônio, e Morumbi apresentam 4 casos. Outros bairros registraram 3 registros ou menos.

O índice de infestação na cidade é de 2,9%, mantendo Pato Branco em estado de alerta. No entanto, as autoridades de saúde alertam que se esse índice ultrapassar 4%, a situação representará a classificação de risco alto.

-- 3 Notícia --

Comparativamente, durante todo o ano passado, a cidade registrou apenas 31 casos de dengue, o que demonstra um aumento expressivo nos números deste ano. Além disso, há um caso confirmado de chikungunya, destacando a importância de medidas preventivas e de combate ao mosquito Aedes aegypti.

É fundamental que a população esteja atenta aos sintomas da doença e adote medidas para evitar a proliferação do vetor, contribuindo assim para a redução da transmissão e a preservação da saúde pública em Pato Branco.

-- 4 Notícia --

Em Pato Branco, informações na Vigilância Ambiental pelo telefone 46 3213 1721.

-- 5 Notícia --
você pode gostar também

Comentários estão fechados.