Parada em fábrica da Toyota é por lockdown na Malásia

O anúncio de paralisação da fábrica da Toyota que produz o sedã Corolla se deve à falta de componente de freio importado da Malásia, país que decretou lockdown em razão do aumento das contaminações por covid-19.

As restrições de fornecimento do componente pelo país do sudeste asiático já tinham levado a Toyota a interromper por dez dias do mês passado a produção em Sorocaba, no interior de São Paulo, onde a montadora fabrica os modelos Yaris, Corolla Cross (utilitário esportivo) e Etios.

Hoje, a montadora anunciou que a produção do Corolla em Indaiatuba, também no interior paulista, será suspensa entre 13 e 22 de outubro, período no qual os funcionários entram em férias coletivas.

A produção vai continuar normalmente nas demais unidades brasileiras da montadora, que, além da fábrica de Sorocaba, produz peças em São Bernardo do Campo e motores em Porto Feliz.