Esportes

Cruzeiro quer dar troco no Brasil-RS para provar que o G4 não está tão distante

O Cruzeiro, após se vingar de Chapecoense e América-MG, quer dar o troco no Brasil-RS, outro clube que venceu o derrotou no turno. Além disso, o time do técnico Felipão quer provar, neste sábado, às 21 horas, no Mineirão, em Belo Horizonte, que o G4, a zona de acesso, não está tão distante. O duelo será válido pela 26.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Após bater o América, por 2 a 1, o Cruzeiro registrou 31 pontos, dez a menos do que a zona de acesso. Os mineiros, porém, terão de lutar contra o fraco desempenho em casa de apenas 41% – quatro vitórias, quatro empates e cinco derrotas -, além da perda de seis pontos antes da competição em razão de uma punição na Fifa.

Os gaúchos, por outro lado, não perdem há três rodadas, mas só ficaram no 0 a 0 com o Operário-PR na última. O Brasil, que superou o Cruzeiro no turno por 1 a 0, soma 33 pontos.

No Cruzeiro, o técnico Felipão não poderá contar com o atacante William Pottker. Ele sofreu lesão de grau dois no músculo adutor da coxa esquerda e será substituído por Arthur Caíke. O técnico ainda terá Marcelo Moreno, que volta de suspensão, à disposição.

O Cruzeiro tem oito jogadores pendurados: Fábio, Manoel, Ramon, Adriano, Jadsom Silva, William Pottker, Airton e Rafael Sobis. “Se queremos algo no campeonato, temos que conquistar nossos objetivos em casa”, disse o zagueiro Ramon.

No Brasil-RS, o técnico Cláudio Tencati terá à disposição o atacante recém-contratado Matheuzinho. Ele já teve o nome divulgado no BID. Luiz Henrique testou negativo para Covid-19, voltou ao convívio com os demais atletas e também ficará à disposição. Sobre o time, apenas uma dúvida: Felipe Albuquerque ou Rodrigo Ferreira na lateral direita.

Para cima