Pato Branco

Carreata marca as comemorações da padroeira do Brasil em Pato Branco

Fotos: Marcilei Rossi/Diário do Sudoeste

Com Agência Brasil

Uma carreata na manhã desta segunda-feira (12), marcou as comemorações da padroeira do Brasil em Pato Branco. O cortejo, que saiu do viaduto do Patinho por volta das 8h, tendo como destino a paróquia Cristo Rei, reuniu centenas de motoristas. Além de homenagear Nossa Senhora Aparecida, também foi celebrado São Cristóvão que este ano, devido a pandemia do novo coronavírus, não teve sua tradicional festividade no município.

Fiéis de várias idades participaram da carreata e da bênção dos carros e em muitos veículos imagens, dos mais variados tamanhos, da padroeira do Brasil foram observadas, mostrando assim a devoção popular.

Padre Dionei Müller, pároco da matriz Cristo Rei, de Pato Branco lembrou que o momento atual é totalmente adverso a vivência da devoção popular, que é simbolizada por reuniões e festejos.   “Neste dia, a Nossa Senhora Aparecida foi um convite às famílias para prestar esta homenagem”, disse ele lembrando que também em virtude da pandemia, no mês de julho não foi possível comemorar São Cristóvão e assim as duas festividades acabaram por ser celebradas juntas, sendo realizada a bênção dos motoristas e dos veículos.

Ele destacou ainda que é um momento para “não ficarmos parados”, por conta da pandemia. Assim, ele recordou que tradicionalmente Pato Branco celebra o Dia das Crianças e de Nossa Senhora Aparecida com o passeio ciclístico.

Jeferson Augusto Vilhalva, presidente do conselho da comunidade de Nossa Senhora Aparecida, do bairro Novo Horizonte, lembra que tradicionalmente são realizadas duas procissões da padroeira, — uma saindo da matriz Cristo Rei e outra do Gralha Azul, ambas com destino ao Novo Horizonte —, porém, devido as medidas de mitigação da covid-19, optou-se pela carreata.

Obras

Nos últimos anos a comunidade do Novo Horizonte vem se mobilizando para a conclusão da igreja do bairro. Segundo Vilhalva, as celebrações já estão sendo realizadas na igreja, que ainda está em fase de acabamento. “Temos um caminho a seguir, e aos poucos vamos fazendo os acabamentos”, disse ele falando da expectativa de que as obras não perdurem por muito tempo.

Santuário Nacional

Acostumada a receber muitas pessoas – só em 2019 foram 162 mil romeiros, a Basílica de Aparecida em São Paulo este ano realizou uma série de celebrações sem a presença de devotos em seu interior, sendo as participações de forma virtual. Isso tudo por causa da pandemia do novo coronavírus, que chegou ao Brasil em fevereiro deste ano.

Outro evento que sofreu alteração foi a tradicional procissão, que no ano passado foi acompanhada por mais de 20 mil pessoas. Também não foram realizados os shows.

Romeiros

Apesar das restrições de público presente no Santuário, alguns romeiros decidiram se arriscar e mantiveram a caminhada este ano. Segundo a concessionária CCR NovaDutra, que administra a Rodovia Presidente Dutra, por onde passa o maior fluxo de romeiros com destino à Basílica, entre os dias 1º e 9 de outubro deste ano, 1.288 romeiros passaram pela rodovia com destino a Aparecida. No mesmo período, no ano passado, foram contabilizados 3.708 romeiros.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima