Saúde

Dia do Médico: a atuação dos heróis no combate ao Covid-19

Fonte: parceiros Qualicorp.

Dia 18 de outubro é comemorado o Dia do Médico, data escolhida no Brasil em referência ao dia de São Lucas, considerado santo padroeiro da medicina. Para homenagear os mais de 450 mil profissionais brasileiros que estão exercendo papel essencial no combate à pandemia de Covid-19, selecionamos alguns fatos relacionados à atuação dos médicos durante esse período.

Deslocamento de médicos para regiões em situação de vulnerabilidade

Com o avanço da pandemia de Covid-19 pelo país, a doença chegou também a regiões mais afastadas e vulneráveis, como cidades carentes de hospitais dos estados Amazonas, Pará, Roraima e Amapá. A população indígena, especialmente afetada, é mais suscetível a doenças vindas de fora por não ter imunidade contra patologias, além do difícil acesso ao atendimento médico. Médicos de diversas partes do país estão atuando nessas áreas por meio de programas do governo e ONGs como Médicos Sem Fronteiras para garantir o possível de atendimento médico, leitos, equipamentos e materiais de higienização.

Brasil tem taxa de recuperados da Covid-19 maior que a taxa mundial

Apesar do alto número de casos, o Brasil tem a taxa de recuperados da Covid-19 maior que a taxa mundial e chegou até a ser o país com mais reabilitados durante a pandemia. Isso se deve ao trabalho dos médicos e equipes de profissionais da saúde, que atuaram, muitas vezes, sem equipamentos e infraestrutura ideais para segurança.

Atendimento a pessoas em situação de rua e abrigos

Médicos de ONGs foram deslocados a grandes capitais, como São Paulo e Rio de Janeiro, cidades onde geralmente não atuam, para atender à demanda de moradores de rua, albergues e abrigos. Além de serem mais suscetíveis às complicações da Covid-19 pelas más condições de saúde, são pessoas que não conseguem cumprir medidas de distanciamento e higienização para evitar a contaminação. Os médicos prestam atendimento, encaminham os casos graves ao hospital e fazem doação de kits de higiene e materiais de limpeza.

Médicos se isolam de suas próprias famílias para atuarem contra a Covid-19

Desde o início da pandemia de Covid-19, muitos médicos que estão atuando na linha de frente e lidando diretamente com pacientes contaminados optaram por se isolar dentro das próprias casas, ou mudando-se de local, para não colocar suas famílias em risco. É um ato altruísta em prol da profissão e do cuidado da população.

Reconhecimento e gratidão da população aos médicos

A população em geral, mídia e empresas têm prestado homenagens em gratidão ao trabalho dos médicos no combate à pandemia de Covid-19. Desde o início da crise, foi possível acompanhar manifestações em forma de aplausos nas cidades de São Paulo, Brasília, Recife, Salvador e Florianópolis, nas janelas de casas, apartamentos e dentro de aviões. Empresas lançaram diversas ações de apoio a médicos e profissionais da saúde, como desconto em aplicativos de transporte, doação de refeições, passagens aéreas gratuitas, doação de equipamentos de segurança individuais (EPIs), entre outras ações.

Atenção: além de prestar o reconhecimento aos combatentes da pandemia, outra forma de apoiar o trabalho dos profissionais de saúde é continuar seguindo as medidas para evitar a disseminação do coronavírus, como evitar locais com aglomerações, usar máscara ao sair de casa e higienizar as mãos, objetos e superfícies com água e sabão ou álcool 70%.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para cima