Economia

BC da Rússia mantém juro em 4,25% pelo 2º mês seguido

O Banco Central (BC) da Rússia decidiu manter sua principal taxa de juros em 4,25% pelo segundo mês consecutivo, após concluir reunião de política monetária nesta sexta-feira. Em comunicado sobre a decisão, o BC russo avalia que a inflação doméstica está se comportando em linha com suas projeções e deverá ficar entre 3,9% e 4,2% no fim do ano.

A autoridade monetária reiterou previsão de que a inflação na Rússia irá desacelerar para 3,5% a 4% em 2021, antes de se estabilizar em torno de 4%, o que corresponde a sua meta oficial. O BC russo também avaliou que a situação nos mercados financeiros e de commodities permanece vulnerável em meio ao agravamento da pandemia do novo coronavírus.

A instituição reafirmou ainda que considerará a “necessidade de mais reduções da taxa básica em futuras reuniões”. O próximo encontro está marcado para 18 de dezembro.

Para cima